Kremlin
O Kremlin de Moscovo é uma fortaleza situada no centro da cidade e que serve de sede do governo da Rússia. Ocupa cerca de 30 hectares e contém vários monumentos no seu interior.

Kremlin, um dos conjuntos artísticos mais impressionantes do mundo,representa o ápice do poder político e é o centro não somente de Moscou mas de toda a Rússia. Situado em uma colina de 40 metros de altura, rodeado por uma muralha de 2 kilômetros de extensão com vinte torres, o Kremlin foi construído primeiramente em madeira em 1156. Oitenta e dois anos depois foi destruído pelo fogo e reconstruído em pedra branca em 1368. Foi mais uma vez destruído pelos tártaros e sua feição atual é obra de arquitetos italianos contratados por Ivan III. A fortaleza perdeu importância no reinado de Pedro I; temendo as intrigas e assassinatos ocorridos no seu interior, o Czar transferiu a corte para São Petersburgo em 1713. Em 1917, o prestígio do Kremlin foi recuperado, a partir da instalação do governo soviético nos seus palácios.  

A muralha do Kremlin contém 20 torres, das quais a principal é a Torre do Salvador (ou Torre Spasskaya). No interior do Kremlin situam-se vários palácios e igrejas. Os mais importantes são: Palácio das Facetas, Palácio dos Terems, Grande Palácio do Kremlin; Palácio do Arsenal do Kremlin; Palácio Estatal do Kremlin (antigo Palácio dos Congressos) ; Palácio de Entretenimento; Catedral da Assunção, era a catedral do estado da Rússia; é uma combinação entre o estilo russo e o estilo renascentista italiano; Igreja de Ivan, o Grande tem um sino de 200 toneladas; em 1600, a torre é elevada até uma altura de 81 metros; Catedral da Anunciação era a catedral privada dos czares; Catedral do Arcanjo- estão aqui enterrados vários príncipes e czares.